terça-feira, 23 de Junho de 2009

2º dia em Sevilha - Isla Magica



Custo: 4€ (parque estacionamento) + 28 euros (entrada) + 20 € (comida e bebidas) = 52 €

Não acordámos muito cedo para ir para a Isla Mágica, aliás eram 11:30 quando decidimos que já estávamos cheios, a abarrotar, do pequeno almoço. Ainda roubei uns yogurts e umas sandes para o nossos dia (Quando se é tuga, não há vergonha!).

A Isla Mágica fica no antigo recinto da Expo 92 de Sevilha. É um complexo ainda grande e é um dos mais importantes parques de diversões da Europa. Há que apontar que 90% dos hotéis em Sevilha vendem os bilhetes da Isla ou têm informações relevantes sobre o parque, portanto perguntem na recepção. Há diversões de tudo e para todos os gostos, desde dos pequeno até aos graúdos pelo que é fácil programar um dia mix, para os putos e para os pais. Deve-se ter em atenção a época do ano em que se vai porque os horários mudam! Para as infos sobre tarifas e horários pesquisem em http://www.islamagica.es/home.html
Por exemplo, quando fomos o dia acabava às 22:30 e a tarde começava às 16:00 mas se tivéssemos ido no dia seguinte já seria outro horário. Aconselhamos a não ir num fim de semana onde aquilo está de facto muito cheio e a ver bem os horários.

Fomos de carro e a primeira dificuldade que encontramos foi dar com o Parque. Dentro da cidade não vimos qualquer indicação e o nosso Tom Tom decidiu também fazer greve, levando-nos sempre para ruas de sentido proibido...Existem 2 parques de estacionamento para a ilha mas um deles é para quem tem o passe anual, atenção a isso. O custo é 4 € o dia inteiro.

Agora o ALERTA... os espanhóis não respeitam filas. Se não nos colocarmos estrategicamente eles por e simplesmente passam à frente... isso aconteceu-nos em quase todas as filas incluindo na entrada para o Parque. A entrada dos adultos foram 28 € por bilhete e assim lá se começa um dia bem passado.

A afluência de portugueses é tanta que os mapas da ilha estão disponíveis em Português e são bastante explicativos. Mostram todas as áreas, o que é o que e onde está. Até menciona se a atracção é para miúdos ou não.



Realmente tirando o carrossel do sapo andámos em tudo! Começamos por um elevador gigante que caída a pique, passamos por uns troncos que caiam na água, boias, passeios de barco... TUDO. Nenhuma das atracções é exclusivamente para nos pormos dentro de água mas existem uns repuxos no parque onde o pessoal se pode banhar e refrescar pelo que aconselhamos que se leve fato de banho.

Mas o ponto alto é mesmo a montanha russa. Suspensos numas cadeiras lá fazemos aqueles 2 min a rodar a 360º, a fazer loopings, a cair em velocidades vertiginosas! Muito bom! E o melhor é que podemos repetir... e nós repetimos



Todas as atracções onde não é aconselhável o uso de malas ou mochilas têm umas boxes de madeira para colocar os nossos pertences, portanto nada de preocupações.

Quanto à comida, todas as zonas de restauração parecem estar permanentemente cheias e não há assim tantas e tão variadas quanto isso e claro... são caras, pelo que aconselhamos que se leve comida. As bebidas estão disponíveis em vending machines portanto levem trocos. E não provem o granizado de frutos silvestres... buh....

De resto todo o parque é muito giro apesar de eu achar que tem poucas zonas de sombra. Levem protector solar e chapéu porque o calor dá cabo de uma pessoa. Se por acaso não tiverem crianças e não for fim de semana mais vale irem só da parte da tarde. O parque vê-se perfeitamente em 3 horas (incluindo repetir atracções) e sempre está mais fresquinho. Vale mesmo a pena ir uma vez.

No final do dia regressámos ao hotel e fomos comer ao restaurante Azabache no centro. As especialidades deles são maravilhosas! No entanto se quiserem tapas terão de comer lá dentro! E a Sangria?? 15 estrelas!

Categories: ,

1 comentário:

  1. Caro Amigo,
    Muito obrigado pela sua brilhante narrativa e preciosas dicas.
    Bem haja,
    J.Moreira

    ResponderEliminar